Filosofia Ágora

Auto ironizar-te a ti mesmo

Segunto Comte, a evolução da Humanindade passou por três estágios: o Estado Teológico, o Estado Metafísico e o Estado Positivo.

O Estado Teológico

Na fase inicial da evolução, o mundo, a vida e os fenômenos em geral são explicados através dos recursos a forças mágicas e aos deuses, primeiramente sob a forma de fetchismo, passando pelo politeismo e terminando no monoteismo.
A esta forma de conhecimento, corresponde uma forma de organização sócio-política: o governo monárquico, em que o poder real absoluto é legitimado pelo direito divino.

O Estado Metafísico

Nesta fase, assim como na anterior, a sociedade ainda busca explicações de caráter absoluto. A diferença é que a divindade é substituida por conceitos como "essência e substância" (a coisa em si mesma), "causas primeiras" (origem absoluta), "causas finais" (destino absoluto), "faculdades", etc..., que, embora produzidos pela razão, não podem ser comprovados objetivamente.
A organização sócio-política própria a esta fase é a república liberal, fundamentada em suposições metafísicas, ou seja, nos direitos humanos.

O Estado Positivo

É o estágio final da evolução humana, em que a sociedade atinge o conhecimento científico, isto é, verificável e objetivo, e que se expressa em termo de leis naturais. A filosofia de Comte é justamente uma análise do estado positivo.

1 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom, me ajudou em um trabalho! :)

Postar um comentário